Follixin funciona mesmo ou não?

Recentemente, estive pesquisando sobre calvície porque notei que a minha queda de cabelo ficou mais intensa nos últimos meses e até o meu cabeleireiro disse que havia menos fios. Ninguém melhor do que ele para dar um diagnóstico real já que corto com a mesma pessoa há muitos anos.

É muito importante fazer o tratamento agora quando os sintomas ainda não estão em um estágio tão avançado e, por isso, pesquisei várias receitas e remédios para tentar solucionar o problema. Encontrei um vídeo que fala sobre um produto chamado Follixin, que promete acabar com a queda de cabelo e fazer os fios crescerem novamente. Assista o vídeo abaixo:

 

Pelo que entendi, se você estiver com sintomas graves (já com a careca exposta e tudo mais), o melhor é consultar um dermatologista para saber se existe uma solução para o seu caso, mas se o seu pai ou avô forem carecas, aí não há muito o que fazer. Infelizmente, não dá para lutar contra a genética. Espero que no futuro consigam resolver esse problema.

Agora, se você estiver notando alguns sinais de queda de cabelo, muitas vezes, pode ser causado por estresse e, neste caso, é possível fazer um tratamento mais leve tomando o Follixin, que é um suplemento concentrado em Biotina (vitamina do complexo B) e outros nutrientes que estimulam o crescimento capilar e a manutenção dos fios no couro cabeludo.

Uma outra recomendação é utilizar shampoos enriquecidos com Biotina e sem sal para evitar que os fios fiquem quebradiços. A alimentação equilibrada também ajudar a fortalecer as raízes, por isso é muito importante comer bastante legumes e verduras e evitar os chamados fast-foods.

Como um primeiro tratamento, acho que vale a pena comprar Follixin para olhar os resultados e, depois, caso não sinta melhoras, o ideal é consultar um médico para ter um diagnóstico mais preciso. Apenas lembre-se que qualquer tipo de tratamento capilar costuma levar alguns meses até enxergar os resultados com mais clareza, então não adianta consumir o suplemento por apenas 1 mês e reclamar que não está funcionando.

Siga as orientações de consumo rigorosamente por pelo menos 3 meses até fazer qualquer avaliação.